Jorge Avancini: “é uma carreira curta”

Por   | 

Jorge Avancini, diretor de marketing do Sport Club Internacional, acredita que a carreira de um jogador de futebol é curta.

– Principalmente, também, eu te diria que a partir de um determinado momento, o jogador já tem que começar a preparar a sua saída. Porque é uma carreira curta. Não estou falando, nem que seja abrevada por uma lesão grave. Estou falando que lá pelos 32, 33, ele vai ter que repensar.

– E, talvez, se ele não fez o pé de meia dele, não organizou, se ele não estudou, se ele não se preparou para essa pós, parada de jogo, vai ser complicado. Porque, o futebol também, o estrelato tem essa ingratidão, num dia tu é ovacionado pelos teus fãs, e no momento que tu some tu cai no esquecimento. Então a gente tem casos de jogadores que não aguentam isso. Que vão entrar em depressão, se envolver com drogas. Acham não vai acabar nunca isso. Então fica tendo uma vida extremamente desregrada.

–  E, isso está muito também, pelo que eu percebo das influências, das companhias que se aproximam, das parcerias que o cara faz, e que não leva – na minha leitura, para uma coisa produtiva.

Você já pensa na sua aposentadoria?

Assista ao vídeo:

Dicas de marketing pessoal do Jorge Avancini, clique aqui.

O blog de quem quer ser jogador. Compartilhe.