Cuidados ao fechar com um empresário

Por   | 

Jorge Baidek, ex-jogador do Grêmio, trabalha com empresário no futebol. Com grande experiência no ramo, possui a Champions Dek, empresa que agencia jogadores de futebol. Conversou com o Quero ser Jogador e deixou algumas dicas para quem vai assinar um contrato no futebol.

– Há relatos, inúmeros, e eu não gosto de falar de ninguém, cada um trabalha da sua forma. Eu fiz o agenciamento da FIFA, sou empresário FIFA (no Brasil) e na Europa. Trabalho no mundo todo. Cada um faz o curso, o teste da FIFA e eu já estou desde 2001 como agente. São muitos anos. Mas, antes mesmo de se tornar agente FIFA, sempre trabalhei ajudando profissionais, colegas, ex-colegas à terem oportunidade no futebol, pela relação que eu tenho com os treinadores e com os presidentes.

Baidek conhece inúmeras personalidades no mundo, já fez inúmeros negócios, pequenos, médios e grandes, dando oportunidades à todos ficarem felizes, inclusive suas famílias.

– E, quando um familiar vai entregar um menino para um empresário, ele tem que fazer uma análise do caráter, da capacidade, e não só do que ele fala. Tem que buscar um relato da vida desse profissional. Isso é importante. Da onde que ele veio, da formação, porque ao entregar o filho, os pais tem que ter uma confiança muito grande no empresário.

– E, esses pais têm que sempre ter uma noção exata do que este empresário fez, se ele jogou futebol, se ele tem uma formação universitária, uma formação familiar, várias performances para que não tenha o erro de depois ser surpreendido com promessa e nunca ser concretizada.

– Depois dá uma desilusão no próprio atleta, na família. E, vai deixar todos os envolvidos com uma esperança enorme mas com uma desilusão enorme por ter entregue o seu filho para o empresário sem condição nenhuma para cuidar da sua carreira.

Você tem empresário?

Assista ao vídeo:

Quero ser Jogador – O blog de quem quer ser jogador.


 

O blog de quem quer ser jogador. Compartilhe.